Prefeitura alerta população para cuidados com a dengue em períodos chuvosos

Prefeitura alerta população para cuidados com a dengue em períodos chuvosos

ASCOM/PMSB



As chuvas que caíram em Santa Brígida têm deixado a Vigilância Epidemiológica em alerta. As águas amenizam a temperatura, mas provocam a proliferação do mosquito aedes aegypti, causador da dengue, chicungunha e zica, doenças que cresceram bastante na Bahia nos últimos dois meses.

Orientações

Evite locais que possam acumular água, como: bandejas de ar-condicionado, calhas (principalmente no período após o inverno, elas acumulam muitas folhas), pneus velhos, caixas d'água destampadas, garrafas, vasos de flor e também recipientes jogados em lixo descoberto.

A inspeção em casa deve ser um hábito semanal do morador. Ele deve olhar e ficar atento aos locais menos óbvios que podem ser criadouros. Até mesmo a vasilha de água dos cães e gatos precisa ser limpa periodicamente para evitar que o mosquito se desenvolva ali. Os quintais devem ser inspecionados frequentemente, pois nestes locais há muitos recipientes que podem acumular água.

Dengue

Pessoas infectadas com o vírus pela segunda vez têm um risco significativamente maior de desenvolver doença grave. Os sintomas são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares e articulares. Em casos graves, há hemorragia intensa e choque hemorrágico (quando uma pessoa perde mais de 20% do sangue ou fluido corporal), o que pode ser fatal.

Chikungunya

Os sintomas geralmente aparecem depois de uma semana de infecção. Febre e dor nas articulações surgem subitamente. Dor muscular, dor de cabeça, fadiga e erupção também podem ocorrer.

Zika

Na maioria dos casos, não há nenhum sintoma. Em alguns casos, o Zika pode provocar paralisia (síndrome de Guillain-Barré). Em gestantes, pode causar defeitos congênitos subsequentes.

Em caso de contaminação, o paciente deve se dirigir à Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para realização de exames e iniciar o tratamento. Em seguida, os profissionais de saúde precisam comunicar a ocorrência para a equipe Epidemiológica, para que o fato seja registrado e o local isolado.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular o líquido em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

 

Anteriores

1 até 10 de 231   Próximo »   Último »