Santa Brígida receberá mais de R$ 800 mil com a divisão dos recursos do Petróleo

Santa Brígida receberá mais de R$ 800 mil com a divisão dos recursos do Petróleo

redacao@ozildoalves.com.br
Crédito: Divulgação

Estados e Municípios não produtores deverão esperar pelo menos dois meses para se beneficiar das novas regras de divisão dos recursos do Petróleo, depois da promulgação da decisão do Congresso que derrubou os vetos presidenciais à Lei dos Royalties. Na semana passada, o Congresso rejeitou veto da presidente Dilma Rousseff que impedia a aplicação do novo sistema de distribuição dos recursos a contratos já firmados, de campos licitados. Para entrar em vigor. A decisão precisa ser promulgada por Dilma ou pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e, depois publicada no "Diário Oficial".

Veja os valores que os municípios da região irão receber por ano com a derrubada do veto da Presidenta Dilma Rousseff pelo Congresso Nacional, sobre a distribuição nacional dos royalties:

-Paulo Afonso. R$ 2.630.327,00

-Glória R$ 821.977,00

-Santa Brígida R$ 821.977,00

Outros municípios da região:

1- Adustina R$ 821.977,00. 2- Antas R$ 986.373,00. 3- Banzaê R$ 657.582,00. 4- Cícero Dantas R$ 1.315.164,00. 5- Caldas de Cipó R$ 821.977,00. 6- Coronel João Sá R$ 986.3783,00. 7- Euclides da Cunha R$ 1.808.350,00. 8- Fátima R$ 983.373,00. 9- Glória R$ 821.977,00. 10- Heliópolis R$ 782.81,00 11- Jeremoabo R$ 1.479.599,99. 12- Itapicuru R$ 1.315.164,00. 13- Monte Santo R$ 1.808.350,00. 14- Nova Soure R$ 1.150.768,00. 15- Novo Triunfo R$ 821.977,00. 16- Olindina R$ 1.150.768,00. 17- Paripiranga R$ 1.150.768,00. 18- Paulo Afonso R$ 2.630.327,00. 19- Pedro Alexandre R$ 986.373,00. 20- Quijingue R$ 1.150.768,00. 21- Ribeira do Amparo R$ 821.977,00. 22- Ribeira do Pombal R$ 1.643.955,00. 23- Santa Brígida R$ 821.977,00. 24- Sitio do Quinto R$ 657.582,00. 25- Tucano R$ 1.808.350,00. Com informações de Joilson Costa

 

Anteriores

1 até 10 de 483   Próximo »   Último »